Sicredi registra participação positiva dos associados em apresentação de resultados

A Sicredi União PR/SP finalizou o ciclo de prestação de contas do primeiro semestre com resultados para comemorar não apenas em relação às metas alcançadas, mas à boa participação dos associados na apresentação dos números. Ao todo, 23 reuniões – de julho a setembro – foram realizadas, com a presença de 5,74 mil associados. Os 18 eventos da regional Centro-Leste Paulista envolveram 5,2 mil pessoas, e as outras cinco reuniões foram cumpridas no Paraná, envolvendo 99 núcleos, que são os representantes do quadro associativo nos eventos de prestaç& atilde;o de contas.

Das 15 metas estipuladas para este ano, a Sicredi União alcançou 11 no primeiro semestre. Os números impressionam: a instituição financeira tem ativos que superam R$ 2,87 bilhões e mais de R$ 1,4 bilhão em operações – referente aos seis primeiros meses do ano. O patrimônio líquido é de R$ 282 milhões.

Uma das metas era atingir 147,4 mil associados, número que superou 150 mil no período. As sobras líquidas atingiram R$ 21,5 milhões nos seis primeiros meses do ano, ou seja, 68% acima da meta. A captação em poupança está em mais de R$ 446 milhões, perto de alcançar os R$ 500 milhões, o que segundo o presidente, Wellington Ferreira, é um “sonho antigo”.  “A poupança é importante porque financia o crédito rural e a Sicredi União quer ser autossuficiente para atender os produtores”.

As quatro metas ainda não-cumpridas (desconto à vista, crédito rural, crédito de investimento e crédito total) tiveram mais de 90% do resultado atingido no primeiro semestre.

Na regional noroeste, a última reunião de núcleo foi em Cianorte, em 7 de agosto. Os números apresentados agradaram o contador Paulo Vansan, que é associado há quatro anos e um dos coordenadores de núcleo. “São números muito positivos e que nos dão orgulho”, disse. A opinião é partilhada pelo taxista Olair Gonçalves Pereira. “Os resultados nos animam”, disse.

A última reunião da região de Londrina aconteceu em 11 de agosto. Lá o presidente da Sicredi União, Wellington Ferreira, reforçou o crescimento de 700% do cooperativismo de crédito no Brasil nos últimos dez anos (2006 a 2016). Segundo ele, a linha de crescimento é muito expressiva – somando hoje cerca de nove milhões de associados – embora haja ainda muito que expandir, já que esse número representa fatia de apenas 4,29% da população do país.  “Se olharmos para países como Alemanha, Holanda, França, Canadá &nda sh; onde o cooperativismo é muito forte – são 65%, 70%, até 75% da população que participa de cooperativas de crédito. Apesar desse crescimento fantástico até agora, temos muita coisa a fazer e muito cre scimento pela frente, num desenvolvimento constante”.

No leste-paulista foram realizados eventos similares em 18 cidades, começando em 10 de agosto por Americana e encerrando em 13 de setembro em Piracicaba. As reuniões foram comandadas pelo presidente da Sicredi, Wellington Ferreira, e pelo diretor executivo, Rogério Machado.