Polícia Civil abre inquérito para apurar golpe que arrecadava recursos em nome da polícia

A 9ª Subdivisão Policial de Maringá instaurou um inquérito policial para identificar os responsáveis por crimes de estelionato praticados em nome da Polícia Civil. De acordo com o delegado Adjunto, Leandro Roque Munin, pessoas se passando por policiais civis ou representantes de sindicatos que representam os policias têm procurado empresários da cidade dizendo que estão arrecadando fundos para a construção de estandes de tiro e melhorias na associação da Polícia Civil de Maringá.

Diante disso, a Polícia Civil esclarece que não solicita recursos financeiros diretamente a empresários. As doações para aquisição de equipamentos para a melhoria da prestação de serviços à comunidade, quando ocorrem, são feitas por meio do Conseg (Conselho Comunitário de Segurança de Maringá), que recebe e administra os recursos.

A polícia pede a colaboração da sociedade para identificar os criminosos. Denúncias anônimas podem ser feitas pelo telefone 197 e ou pelo 3309-3100.