Projeto da Unimed Maringá que leva palhaços ao ambiente hospitalar é apresentado na Áustria

Com leveza e alegria tudo fica mais fácil até no ambiente hospitalar. Há quatro anos, ‘palhaços’ do projeto Unimed Alegria surpreendem pacientes e seus acompanhantes com momentos de descontração e bem-estar durante tratamento hospitalar.

O projeto, que começou em 2015, já formou mais de cem ‘doutores do riso’ voluntários, entre médicos, secretárias de consultórios, clientes, colaboradores e outras pessoas envolvidas com a cooperativa médica. As visitas dessa equipe tão especial acontecem dentro do Hospital da Unimed, nas clínicas de Fisioterapia, Nutrição e Psicologia, na Oncologia, além do Pronto-atendimento adulto e infantil.

Para conhecer de perto o trabalho realizado em outros países, a Unimed Maringá inscreveu os coordenadores do projeto, os atores Hudson Zanoni e Alexandre Penha, no ‘Healthcare Clowning International Meeting 2018’, um encontro internacional de palhaços, que aconteceu entre 4 e 6 deste mês, no Vienna University of Economics and Business, na Áustria.

Zanoni, também conhecido como ‘Adalberto Pé de Chinelo’, conta que esse congresso mundial reuniu cerca de 400 palhaços, representantes de cerca de 50 países, entre Japão, Israel, Jordânia, Estados Unidos e Rússia.

Durante plenária no congresso, os palhaços da Unimed Alegria falaram da atuação junto à cooperativa médica e do trabalho paralelo que eles desenvolvem em áreas carentes como em orfanatos do Haiti, na África ajudando refugiados sírios e iraquianos que moram na Jordânia e trabalhando contra o tráfico humano na Ásia e no Nepal.

 

Seleção de ‘novos palhaços’

O interesse em participar do projeto Unimed Alegria é tão grande que há processo de seleção. Somente neste ano o treinamento atraiu cerca de 200 inscritos, mas em razão da limitação de vagas, foram selecionadas 25 pessoas. “Trabalhamos com a humanização hospitalar, levando bem-estar ao paciente e acompanhantes. Todos são impactados pela ação dos palhaços”, garante Zanoni. O Unimed Alegria foi idealizado pelo médico e cooperado Ângelo Panerari e as aulas acontecem semanalmente.