Com corrida, maringaenses perdem peso e ganham qualidade de vida

Há pouco mais de dois anos, o auxiliar administrativo Francisco Maquedano estava pesando cerca de cem quilos, aos 46 anos. Após uma consulta médica, o ‘atleta de final de semana’ decidiu que era hora de mudar o estilo de vida. “Sob orientação médica, comecei a fazer caminhadas todos os dias e aos poucos fui tomando gosto, logo comecei a dar trotes e pouco tempo depois entrei no grupo de corrida”, conta.

Depois de um ano participando do grupo Energia Unimed, Maquedano conseguiu eliminar 20 quilos e, hoje, aos 48 anos, tem mantido a rotina de treinos e, consequentemente, o peso. “Sinto-me outra pessoa, tanto em relação ao meu corpo quanto em relação à disposição, saúde e diminuição do estresse”, diz.

O também corredor Luiz Gustavo Santana, 29 anos, foi ainda mais longe e conseguiu eliminar quase 30 quilos desde que começou a correr, cerca de dois anos atrás. “Cheguei ao meu limite pesando 112 quilos e estava começando a ter problemas de saúde. Por conta do sobrepeso, roncava muito e isso prejudicava a qualidade do sono”, lembra.

A atividade física aliada à mudança de hábitos na alimentação deram aos dois atletas a possibilidade de ter mais qualidade de vida e condições para participar de competições. Além de provas em Maringá, os dois atletas já correram em Foz do Iguaçu, Rio de Janeiro e em Florianópolis.

O grupo da Unimed Maringá é formado por 130 corredores que fazem avaliação periódica, controle de evolução de medidas e evolução do tempo de corrida. Os participantes treinam duas vezes por semana com o auxílio dos professores, um grupo às segundas e quartas-feiras, e outro às terças e quintas-feiras, em locais variados da cidade.