Cooperativas de Maringá produzem 23 mil fraldas geriátricas

Sete cooperativas de Maringá participaram do Dia de Cooperar, mais conhecido como “Dia C”, no último sábado (30). Juntas, Unimed Maringá, Sicredi, Cocamar, Sicoob, Uniodonto, Pluricoop e Unicampo reuniram 600 voluntários, que superaram a meta de produzir 23 mil fraldas geriátricas em menos de três horas. Com isso, o número de fraldas superou o do ano passado, com 20 mil unidades. A ação foi realizada na Associação da Cocamar.

As fraldas foram distribuídas para o Programa do Voluntariado Paranaense (Provopar), Lar dos Velhinhos de Maringá e Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae). “Esta é a segunda vez que realizamos a ação em Maringá e os resultados foram surpreendentes. Os voluntários superaram a meta prevista tanto em quantidade quanto no prazo. Todos estão de parabéns”, afirma o gerente regional da Sicredi União PR/SP, Edson Rocha.

O especialista em Comunicação e Marketing da Unimed Maringá, Walter Quevedo, conta que as cooperativas fizeram um estudo antes de escolher a fralda geriátrica como produto final do “Dia C”. “Identificamos que as entidades assistenciais da cidade têm uma necessidade muito grande de fraldas geriátricas e, por ser um material de uso diário, muitas delas têm dificuldade para adquirir”, revela.

A assistente de Gestão de Pessoas, Bruna Lorena Castanho Garcia, foi uma das voluntárias. “Sinto-me feliz em ajudar o próximo, minha mãe também sempre ajudou muita gente e isso se tornou natural para mim. Sem contar que é gratificante fazer parte de uma equipe de voluntários do “Dia C”, enfatiza.

 Quem também se contagiou com a animação foi a assistente administrativo, Katia Camargo, que está sempre disposta a se voluntariar, ela afirma que compensa acordar cedo em pleno sábado para ajudar o próximo. “Apesar de a vida ser corrida, aproveito as oportunidades das instituições em que estou inserida, como na cooperativa, na faculdade e na igreja”, afirma.

Na avaliação do gerente de Contas da Sicredi União, Renan Batilana, o fato de os voluntários trabalharem em cooperativas faz toda a diferença. “Já estamos com os conceitos de cooperativismo enraizados e, por isso, a equipe se organiza com mais facilidade, fazendo fluir o trabalho conjunto. Um exemplo disso é o excelente resultado, com meta cumprida antes do prazo”, comenta.

       Os voluntários ficaram responsáveis pela colagem de adesivos e embalagem das fraldas, que foram adquiridas de outra entidade social, a Casa das Fraldas, de Campo Mourão, também mantida por voluntários. Além da ação em Maringá, o “Dia C”, que este ano trouxe o tema “Atitudes simples movem o mundo”, também incentivou voluntários de cooperativas de todo o país. O objetivo da mobilização é promover o bem por meio de ações diversificadas e relacionadas à responsabilidade social, ambiental, saúde, esporte, lazer e outras.