Psicologia avança, mas ainda precisa quebrar resistência

Educacional, esportiva, jurídica, empresarial, da saúde e do desenvolvimento. São inúmeras as áreas de atuação dos psicólogos, e em todas as áreas os esforços desses profissionais estão concentrados em dar suporte emocional aos pacientes para superar situações de estresse, tristeza, luto, conflitos e incertezas.
    “Nossa atuação é de extrema importância porque conseguimos diminuir a dor emocional, os traumas que assombram o passado e prejudicam o presente, possibilitamos a pessoa a se conhecer melhor, mudando o modo de agir e tendo a compreensão do mundo em que vive”, destaca a psicóloga Josiane Constantinov, da Atenção Personalizada a Saúde da Unimed Maringá.
    Além disso, ela destaca que o profissional cuida da dor emocional em diversas fases do indivíduo. “Nós compreendemos a crise existencial do paciente, dando apoio em situações traumáticas e ajudando na preparação para acontecimentos especiais da vida”, acrescenta.
    Celebrada nesta segunda-feira (dia 27), data em que é comemorado o Dia do Psicólogo, a profissão passou por inúmeras mudanças ao longo de décadas para se adequar as necessidades da sociedade e do trabalho, bem como para acompanhar a evolução tecnológica.
   “Temos grupos de cada área que participa das decisões do Conselho Regional de Psicologia. Frequentemente promovemos congressos e eventos com assuntos voltados para a atualidade como, por exemplo, suicídio, depressão, abuso sexual, violência doméstica, feminicídio, que antes eram tratados como tabu”, comenta Josiane.
     Outra mudança refere-se à adequação da carga horária do profissional, respeitando também a saúde mental.
    Entre as barreiras a serem superadas pela categoria, a psicóloga cita a aceitação do indivíduo em procurar alguém que possa lhe ajudar nos campos sentimentais. O reconhecimento da importância deste tipo de ajuda também precisa avançar, embora tenha ocorrido uma melhora significativa.
    “Por meio de assuntos delicados abordados através de campanhas de esclarecimentos, temos conquistado o reconhecimento e compreensão de mais pessoas para nos ajudar a cuidar delas mesmo”, comemora a psicóloga.
Psicologia na Unimed
    Hoje a Unimed Maringá conta com cerca de 17 profissionais, diretamente ligados a atendimentos em vários setores, e os psicólogos da área de Recursos Humanos.
O atendimento psicológico é ofertado no Centro de Oncologia, onde o indivíduo e a família recebem atendimentos psicoterapêuticos diante do diagnóstico, durante e após o tratamento.
    Na Clínica de Psicologia, os psicólogos atendem os pacientes de maneira geral, conveniados ao plano de saúde da Unimed. Os atendimentos são individuais para crianças, adolescentes e idosos.
    O Espaço Viver Bem, que contempla as atividades em grupos com objetivo de proporcionar ferramentas e estratégias estimulando a melhora do indivíduo, também conta com profissionais de Psicologia. A Unimed disponibiliza ainda atendimentos domiciliares e corporativos.
    Já para os colaboradores e os dependentes foi criado o setor de Atenção Personalizada a Saúde.