Prêmio Sinduscon entra na reta final

Começou nesta semana e segue até 9 de novembro a terceira e última etapa de auditorias da nona edição do Prêmio Sinduscon Noroeste do Paraná. No total, 11 construtoras concorrem nas categorias Obras de Incorporações, Obras de Terceiros e Obras Públicas. O anúncio dos vencedores será em 23 de novembro, mesma data em que serão conhecidos os ganhadores dos prêmios Sinduscon Fornecedores e Academia. A cerimônia de premiação será a partir das 19h30, no Moinho Vermelho, e deverá reunir 750 pessoas.

Até o momento, a comissão julgadora, formada por engenheiros e arquitetos, já realizou mais de 600 horas de auditoria. O trabalho consiste em duas visitas de avaliação à obra indicada pelas construtoras e uma à sede, sem indicar a data. Essas avaliações seguem critérios técnicos e objetivos de qualidade, meio ambiente, segurança do trabalho, responsabilidade social, sustentabilidade e compliance.

As análises são feitas com base no Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade no Habitat, nas resoluções do Conama (Conselho Nacional do Meio Ambiente), nas Normas de Segurança no Trabalho (NR-18 e NR-35, entre outras) e nos critérios de sustentabilidade – econômica, social e ambiental.

Com o objetivo de incentivar as empresas participantes a investirem em melhorias contínuas, o prêmio Sinduscon premiará as duas construtoras que obtiverem as maiores notas finais em cada uma das três categorias. As empresas bem avaliadas também poderão usar o selo de boas práticas, que atesta o comprometimento das construtoras em entregar um produto de qualidade e em investir em práticas sustentáveis no canteiro de obra.

Já o prêmio Sinduscon Fornecedores funciona da seguinte forma: as construtoras associadas ao Sinduscon indicaram um fornecedor para cada uma das 12 categorias (aço reto ou corte e dobra; coleta de resíduos da construção; concreto usinado; equipamento de transporte vertical; instalador de gesso plano; lajes de concreto; locação de equipamentos; mármores e granitos; material elétrico; material hidráulico; revestimento cerâmico; textura e grafiato). As empresas indicadas foram avaliadas, pela mesma comissão, em cinco temas: qualidade, meio ambiente, segurança do trabalho, responsabilidade social e sustentabilidade.

O prêmio tem ainda uma modalidade voltada para alunos de graduação, pós e cursos técnicos. Trata-se do Prêmio Sinduscon Academia, que avalia trabalhos com foco na cadeia produtiva da construção civil. Este ano foram inscritos 12 trabalhos acadêmicos de três universidades – Universidade Estadual de Maringá (UEM), Uningá e Feitep. Os dois primeiros colocados recebem premiação em dinheiro.

No próximo ano, o Prêmio Sinduscon Noroeste do Paraná completará dez anos, e para celebrar a marca, será realizado um evento nacional. A premiação é uma realização do Sinduscon-PR Noroeste e Seconci, com correalização do Sebrae, Senai e Crea-PR, e patrocínio da Fiep, Sesi, Câmara Brasileira da Indústria da Construção, Coopercard ,Tintas Ciacollor, BMW, Ordini, Eliane Revestimentos, Báccaro Advocacia, Caixa e Sicredi.

Quadro: Ganhadores de 2017

As vencedoras do Prêmio Sinduscon Construtoras em 2017 foram a Sisa Construções e a Scobin, em primeiro e em segundo lugar, respectivamente, na categoria Obras terceirizadas. Na categoria Obras públicas a Metro foi a vencedora e a Planingá ficou em segundo lugar. A Catamarã sagrou-se vitoriosa na categoria Incorporadoras, com a A.Yoshii em segundo.

O Selo Boas Práticas na Construção Civil foi entregue para 12 construtoras que tiveram nota média superior a oito nas avaliações. Conquistaram o selo a A.Yoshii, Catamarã, CIM, Lotus, Design, Just, M.I. Assis e Mazaron, Wegg-CCI, Concretiza, Edificação Projetos e Construções, Sisa e Metro.