ACIM apoia projeto que visa a instalação da Tecpar em Maringá

Reunião realizada no início desta semana, em Curitiba, com lideranças públicas e representantes da sociedade civil organizada promoveu debate em prol da instalação da indústria de remédios do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) em Maringá. O parecer contrário do Tribunal de Contas do Paraná (TCU) em relação a alguns procedimentos motivou a mobilização, que objetiva sanar as dificuldades ainda este ano. 
        Participaram da reunião o diretor-presidente do Tecpar, Fábio Cammarota; o diretor de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Tecpar, Rafael Rodrigues; e o coordenador de filial da Caixa Econômica Federal (CEF), Fábio Dantas Cassali. A pauta contou ainda com a presença do deputado federal Ricardo Barros; os deputados estaduais Maria Victória, Homero Marchese, Evandro Araújo e Arilson Chiorato; e o governador em exercício, Darci Piana. 
        O vice-prefeito de Maringá, Edson Scabora; o vereador Sidnei Telles, e representantes da sociedade civil organizada de Maringá também compareceram. Entre eles estavam o vice-presidente da Associação Comercial e empresarial de Maringá (ACIM), Mohamad Ali Awada Sobrinho; o presidente do Conselho de Desenvolvimento Econômico de Maringá (Codem), José Roberto Mattos; e o presidente da Federação da Agricultura do Estado do Paran&aacut e; (FAEP), Ágide Meneguette.
        Na oportunidade, os presentes foram informados de que o recurso para a construção da infraestrutura da Tecpar, em Maringá, já está liberado pela CEF, mas a quantia ficará disponível somente até dezembro de 2019. As autoridades públicas e lideranças sinalizaram interesse em superar as dificuldades e apressar a aprovação do projeto, em atendimento ao prazo, para garantir que o investimento seja concretizado. 
        “A construção da indústria de remédio do Tecpar no Parque Industrial de Maringá é extremamente importante para movimentar a economia local e gerar empregos de qualidade. Inclusive, esse tipo de desenvolvimento está previsto no Masterplan. Portanto, não vamos medir esforços para superar as dificuldades e trazer esse empreendimento para Maringá”, afirma o vice-presidente da ACIM.