Dia Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho: Unimed Maringá reforça compromisso com o colaborador

Cuidar da saúde de forma integral é a principal missão da Unimed Maringá, por isso, a cooperativa tem uma série de ações que vão além do cuidado com o cliente e impactam diretamente a segurança e o bem-estar de quem trabalha na singular. Neste dia 27 de julho, Dia Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho, a cooperativa reforça o compromisso com quem contribui todos os dias para o fortalecimento da marca: os colaboradores.
A Unimed Maringá atua em diversos contextos focados nesse tema, como a Brigada de Incêndio, a Ginástica Laboral e a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho (CIPA), sendo essas as principais ferramentas que buscam a melhoria contínua no ambiente de trabalho e a conscientização sobre comportamentos seguros por parte dos colaboradores.
No Brasil, o dia 27 de julho é a data que simboliza as ações de prevenção que se dedicam a garantir o maior direito do trabalhador: sua saúde e segurança durante o trabalho.
Algumas das ações mais recentes da CIPA para melhorar as condições de trabalho foram: fornecer protetor solar para colaboradores que realizam serviços externos, capa de chuva e capacetes com lanternas para os colaboradores do SOS, película de proteção nos vidros dos setores de atendimento ao cliente e lanternas para o setor de Atenção Domiciliar (SAD).
A cooperativa também conta com o setor de Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (Sesmt), que é responsável por promover a segurança e saúde dos trabalhadores por meio de ações preventivas que visam à conscientização, promoção de comportamentos seguros e cuidados relacionados à saúde.
De acordo com a técnica de segurança do trabalho da cooperativa, Thalyta Fátima Fernandes Garcia, com essas ações, a Unimed Maringá quer garantir melhoria contínua nas condições de trabalho, redução de acidentes e qualidade de vida aos colaboradores. “Quando ocorre algum incidente o Sesmt, em parceria com a Cipa, realiza os devidos registros e trata as ocorrências a fim de investigar as causas e propor medidas para evitar reincidências”, diz.
Em 2018 foram registrados 15 acidentes de trabalho, sendo seis durante o percurso de casa para o trabalho ou do trabalho para casa e nove ocorridos durante o exercício das atividades, o que resultaram em uma taxa de absenteísmo por acidente de trabalho de 0,28%. As principais causas são torção, esforço físico, perfuro cortante e luxação e, no caso dos acidentes de percurso, acidentes de trânsito.