Sinduscon-PR/Noroeste é contrário a fechamento da Superintendência da Caixa Econômica

Superintendência da Caixa Econômica Federal que registrou maior percentual de resultado acima da meta em 2019, a Noroeste do Paraná, que fica em Maringá, pode fechar as portas. Segundo informações, no Paraná devem funcionar apenas as superintendências que ficam em Curitiba e em Londrina.

No ano passado o volume de contratação, na superintendência, chegou a R$ 1,3 bilhão. Já os contratos ativos somam R$ 8 bilhões, volume bem acima, por exemplo, da unidade de Londrina, com R$ 4,7 bilhões.

Para o Sindicato da Construção Civil do Paraná (Sinduscon-PR/Noroeste), a medida, se confirmada, será um retrocesso para as construtoras e consumidores, ainda mais quando a construção civil tem registrado saldo positivo de empregos, com vários lançamentos previstos e aumento da contratação de financiamentos.

Sindicatos da construção civil de várias regiões do Brasil também foram comunicados, por profissionais ligados à Caixa Econômica, que algumas superintendências serão fechadas.