Entidades maringaenses realizam campanha contra a dengue

Entidades maringaenses realizam campanha contra a dengue

O último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde de Maringá, nesta semana, indicou 829 casos de dengue na cidade. Mais de 80% dos focos do Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya, estão nos domicílios, o que significa que está nas mãos dos moradores reduzir esse número.

A Associação Comercial e Empresarial Maringá (ACIM), Sindicato Estabelecimentos Particulares de Ensino do Noroeste Paraná (Sinepe/NOPR) e Sindicato da Indústria da Construção Civil do Paraná (Sinduscon-PR/Noroeste) estão realizando campanha contra a dengue.

Com divulgação nas redes sociais, outdoors e outros meios, as entidades se juntam aos órgãos municipais e estaduais para conscientizar a população acerca dos cuidados para evitar a proliferação dos focos.

Cuidados
Medidas simples podem evitar a proliferação do Aedes aegypti. As garrafas PET e de vidro devem ser embaladas e descartadas corretamente em lixeira, em local coberto ou de boca para baixo. Entulho e lixo devem ser descartados corretamente, e os pneus devem ser guardados em local coberto.

Os potes com água para animais devem ser bem lavados com água corrente e sabão no mínimo duas vezes por semana. Pratinhos de vasos de plantas devem ser mantidos limpos e com areia até a borda. Já os vasos de plantas vazios e baldes devem ser armazenados em local coberto, com a boca para baixo.

Quem tem piscina em casa deve usar o filtro e cloro periodicamente para mantê-la limpa. Também é importante limpar e nivelar as calhas, mantê-las sem folhas e materiais que possam impedir a passagem da água, e não deixar água acumular nas lajes.

A população também deve cuidar com caixas d’água, cisternas e poços. É importante mantê-los fechados e vedados. Os que não tiverem tampa própria devem ser protegidos com uma tela. Vasos sanitários devem estar com as tampas fechadas, e os ralos devem ser vedados, principalmente os que estão fora de uso.

Atrás da geladeira existe um coletor de água. É importante lavá-lo uma vez por semana, assim como as bandejas do ar-condicionado. Também é importante consertar e nivelar imperfeição em pisos e locais que possam acumular água.

Os moradores também devem ser estar atentos às lixeiras dentro e fora de casa, que devem ser tampadas e protegidas da chuva. O suporte de garrafão de água mineral deve ser lavado sempre que fizer a troca e vedado quando não estiver em uso.

Se cada um fizer sua parte, mantendo o quintal limpo e tomando todas as medidas preventivas, é possível combater o mosquito Aedes aegypti e reduzir os casos de dengue na cidade.