Crédito Rural é alternativa para negociações da safra de verão

Crédito Rural é alternativa para negociações da safra de verão
Crédito Rural é alternativa para negociações da safra de verão

Em pleno desenvolvimento do milho safrinha, os produtores rurais já estão de olho no futuro. As linhas de crédito rural para o plantio da safra de verão começaram a ser disponibilizas pela Sicredi União PR/SP e devem ajudar os agricultores no planejamento da próxima safra. De acordo com o gerente de desenvolvimento do agronegócio da Sicredi, Vitor Pasquini, as taxas podem variar de 4,6% a 8% ao ano, de acordo com o perfil do produtor.

“Nossas linhas de crédito atendem produtores que se enquadram no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp) e grandes produtores”, diz. Segundo ele, as vantagens de acessar o crédito rural são diversas: o produtor tem acesso às menores taxas de juros do mercado, com subsídio do governo federal, o que aumenta o poder de negociação dos insumos com o pagamento à vista, e o produtor pode custear todas as atividades do ciclo, que vão do plantio à colheita.

Para a gestão de risco da lavoura, o produtor que adquire o financiamento rural, tem acesso ao Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro). Outra alternativa para a proteção da lavoura é o seguro agrícola, que pode ser adquirido com o financiamento. E quem adquirir o crédito rural até 3 de julho estará isento da cobrança do Imposto sobre operações financeiras (IOF). “Outra vantagem é que na Sicredi União o produtor rural é dono, participa das distribuições dos resultados da cooperativa e contribui com o desenvolvimento socioeconômico da comunidade”, reforça o gerente.

Conhecido pela forte atuação no agronegócio brasileiro, o Sicredi, instituição financeira cooperativa com mais de 4 milhões de associados e presente em 22 estados e no Distrito Federal, disponibilizou R$ 12 bilhões em mais de 131 mil operações de crédito rural para os associados no primeiro semestre do plano safra 2019/20. Trata-se do maior valor liberado entre as instituições privadas que atuaram de julho a dezembro de 2019, segundo levantamento do Banco Central do Brasil.

Considerando todas as instituições (públicas e privadas) que liberam crédito rural no atual plano safra, o Sicredi foi o segundo maior agente liberador. Para esta safra, a instituição estima viabilizar mais de R$ 20,1 bilhões em crédito rural, projetando atingir mais de 220 mil operações. O valor representa crescimento de 12,3% nos recursos concedidos em relação ao ano-safra anterior, quando foram disponibilizados R$ 17,9 bilhões em 190 mil operações. Do montante para o ciclo atual, a expectativa é disponibilizar R$ 17,5 bilhões em operações de custeio, comercialização e investimento, além de R$ 2,6 bilhões com recursos direcionados, oriundos do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Para acessar o crédito rural, os associados devem procurar as agências da Sicredi e conversar com um gerente agro.