Maringaense assume vice-coordenação de movimento de lideranças femininas

Maringaense assume vice-coordenação de movimento de lideranças femininas
Maringaense assume vice-coordenação de movimento de lideranças femininas

A empresária Mari Shiokazi assumiu o cargo de vice-coordenadora do Sister Society Brasil, um movimento de mulheres que tem apoio e patrocínio do sistema Sicredi. O Sister Society faz parte de uma rede global de lideranças femininas, o Global Women’s Leadership Network, e contribui com a formação de mulheres líderes no cooperativismo de crédito no Brasil e no mundo.

Associada da Sicredi União PR/SP, Mari integra esse movimento há dois anos. O grupo é formado por 20 mulheres que se reúnem quinzenalmente – no momento as reuniões são virtuais, em virtude da pandemia do novo coronavírus. Nos encontros elas têm a oportunidade de discutir temas importantes, sempre focados na igualdade de gênero, como o desenvolvimento das integrantes para ocupar cargos de lideranças nas cooperativas e mentorias para contribuir com o autodesenvolvimento. “Temos uma rica troca de conhecimentos e a oportunidade de ter uma visão ampla das diferentes oportunidades das mulheres em todo o país. Infelizmente o preconceito é histórico e cultural no Brasil e as cooperativas têm uma realidade diferente, com um olhar atento para a diversidade e a equidade”, comenta ela.

Ciente de sua condição privilegiada, com acesso a estudo, conhecimento e condições igualitárias, Mari quer contribuir com o desenvolvimento de mulheres que não têm as mesmas oportunidades. “Quero contribuir com a formação de lideranças femininas”, afirma.

Para a coordenadora do Sister Society, Gisele Gomes, “Mari Shiozaki é uma liderança representativa na sociedade e no Sicredi. É uma pessoa comprometida e dedicada. Como houve a necessidade de aprimorar o modelo de governança da Sister Society, identificamos na Mari uma liderança inclusiva e feminina que agrega ao nosso trabalho”.

Engenheira agrônoma e empresária do segmento de eventos, Mari foi a porta-bandeira e representou a delegação brasileira de mulheres líderes de cooperativas na Conferência Mundial das Cooperativas de Crédito, em Singapura, em 2018. No ano seguinte ela novamente representou as lideranças femininas da Sicredi União PR/SP na Conferência Mundial em Bahamas.

Mari fez parte do primeiro Comitê Mulher, um coletivo de associadas criado de forma pioneira pela Sicredi União PR/SP, que se expandiu para outras cooperativas do sistema. O comitê tem o objetivo de desenvolver e estimular as associadas e as comunidades a ter maior percepção do voluntariado e da responsabilidade social, além de disseminar o empreendedorismo e o cooperativismo. Atualmente o sistema Sicredi conta com 34 comitês mulher, com a participação de mais de 900 lideranças.

Sobre o Comitê Mulher

O comitê é um coletivo de trabalho regional, já o Sister Society tem atuação nacional, e internacionalmente é o Global Women’s Leadership Network, que tem atuação em 13 países e mais de 1,3 mil integrantes.