Sicredi União PR/SP adota assinatura eletrônica para crédito rural

Sicredi União PR/SP adota assinatura eletrônica para crédito rural
Sicredi União PR/SP adota assinatura eletrônica para crédito rural

Quando tem o crédito rural aprovado, o produtor rubrica e assina diversas páginas de contrato, num processo que é rápido e leva poucos dias, entre a solicitação do crédito, análise e elaboração do contrato. Mas o processo pode ser ainda mais ágil e sustentável se o produtor adotar a assinatura eletrônica, já que isso substitui a impressão do contrato.
Desde janeiro na Sicredi União PR/SP a concessão de crédito pode ser feita de forma totalmente digital, desde a contratação do seguro prestamista, projeto técnico, croqui da operação às declarações. Por isso, é importante que o associado mantenha seu cadastro atualizado na agência, principalmente em relação ao número do celular e ao e-mail.
Mesmo os produtores que não têm e-mail podem fazer assinatura eletrônica do contrato de forma presencial. Para isso, explica o assessor de crédito rural, Ivan Granzotti, após a aprovação do crédito, é preciso ir a uma agência e assinar o contrato em um tablet. Quem tem e-mail, recebe um link para validar seu número de telefone por meio de um SMS. Após a confirmação do telefone, o associado efetuará a assinatura do contrato diretamente na tela do celular.
Há seis meses a Sicredi União tem adotado assinatura eletrônica na contratação de produtos. O processo começou com a abertura de contas e foi ampliado para cartões de crédito e débito, além de consórcio. Em março, junto ao crédito rural, a assinatura eletrônica passou a ser feita em operações de crédito comercial, seguros, adquirência (recebimento por POS e cobrança), parte do portfólio de investimentos, entre outros produtos. “Em todas as contratações de produtos disponibilizados pela Sicredi União é possível fazer, ao menos, uma parte do processo por meio de assinatura eletrônica, e em alguns a operação é totalmente digital”, explica o analista de planejamento estratégico, Cristian Poletto Barbieri.
Para o gerente de desenvolvimento do agronegócio da Sicredi União, Vitor Pasquini, a inovação do processo vai ao encontro da forma de atuação dos produtores rurais, “que possuem grandes responsabilidades com as questões socioambientais em suas propriedades, preservam nascentes, matas ciliares e a biodiversidade dos solos por meio do manejo consciente. Para nós, da Sicredi União, não poderia ser diferente: sempre em apoio à agricultura sustentável, reestruturamos nossa forma de atender às necessidades dos associados de forma consciente, reduzindo a quantidade de papéis e agilizando nossos processos de crédito rural, contribuindo com a qualidade de vida da comunidade e dos nossos associados que podem assinar seus contratos sem sair de casa”. Até o arquivamento dos documentos passa a ser feito eletrônico, em substituição à guarda física.

Facilidade
O processo traz agilidade. Que o diga o produtor rural José Antonio Jezualdo, que não precisou ir à agência nenhuma vez para aprovar o crédito rural. Produtor de soja e milho em Floresta, ele conta que tinha resistência em adotar a assinatura eletrônica. “Não queria muito, porque estou habituado a fazer de outra forma”, confidencia. Mas eles se surpreendeu com a agilidade. “Foi bem rápido e nem precisei ir à agência. Fiz tudo pelo celular”, conta ele, que recomenda a assinatura eletrônica por ser simples, segura e mais rápida.