População doa alimentos, recebe máscaras e ajuda a gerar renda

População doa alimentos, recebe máscaras e ajuda a gerar renda
População doa alimentos, recebe máscaras e ajuda a gerar renda

Neste sábado quem doar alimentos não perecíveis vai ajudar os refugiados residentes em Maringá e ainda ganhará uma máscara. Trata-se de mais uma iniciativa de sete cooperativas da cidade que faz parte do Dia do Cooperativismo, conhecido como Dia C. A campanha tem como pontos de arrecadação o Shopping Avenida Center e cinco lojas dos supermercados Cidade Canção, todos parceiros da iniciativa – confira abaixo os endereços.
A ação envolverá 20 voluntários, que divididos em turnos, vão conversar com os clientes nesses pontos de arrecadação, convidando-os a fazer a doação de alimentos em troca de máscaras. E em época de pandemia, tudo será feito de forma segura: os voluntários usarão máscaras face shield, luvas descartáveis e álcool em gel. A iniciativa envolve empresas locais e as cooperativas Sicredi União PR/SP, Cocamar, Sicoob, Unimed, Uniodonto, Unicampo e Pluricoop.
Serão cinco mil máscaras, doadas por parceiros e confeccionadas por mulheres de baixa renda atendidas por um programa social. A partir da semana que vem as máscaras passam a ser produzidas por refugiados que fizeram curso de corte e costura na Unicesumar. Eles serão remunerados pelo trabalho, receberão vale-transporte e alimentação e usarão como matéria-prima tecidos doados pelos parceiros. “A intenção é promover a inclusão social dos imigrantes, que é um dos públicos que mais sofre com os efeitos da pandemia e a falta de renda”, afirma a analista de responsabilidade social da Sicredi União PR/SP, Solange Gil de Azevedo.
Todas as doações de alimentos serão encaminhadas à Secretaria de Assistência Social de Maringá (Sasc) e à Associação de Imigrantes. A ação tem o apoio da Sasc e o patrocínio de Unicesumar, Shopping Avenida Center, Supermercados Cidade Canção, Ihara, HelpCar, CooperCard, Ragus e CVL Locadora.

Milhares de máscaras
Essa iniciativa faz parte do ‘Movimento máscara para todos’. Na primeira fase foram produzidas 22 mil máscaras, gerando renda para 20 costureiras de Paraíso do Norte, Paranavaí e Maringá, que foram remuneradas pela produção. Tudo foi doado para 35 entidades sociais, que atendem crianças, adolescentes, pessoas com deficiência, pacientes de câncer e idosos. Agora, nesta segunda fase, a renda será voltada aos imigrantes, e a expectativa é que sejam produzidas mais 25 mil máscaras.

Pontos de arrecadação
Shopping Avenida Center
Lojas dos Supermercados Cidade Canção
Avenida Cerro Azul, 979
Avenida Morangueira, 1.505
Avenida Pedro Taques, 294
Avenida Brasil, 7.225
Avenida Mandacaru, 277