Ações do Dia C garantem renda para famílias e máscaras para a população

Ações do Dia C garantem renda para famílias e máscaras para a população

De um lado mãos habilidosas produziram máscaras e ainda garantiram o sustento da família. Do outro lado, em troca de alimento para famílias em situação de vulnerabilidade, a comunidade doou alimentos não perecíveis e ganhou máscaras. Mas não foi só: entidades que atendem idosos, pacientes com câncer e catadores de recicláveis receberam mais de 20 mil máscaras. E assim, num ciclo virtuoso, a Sicredi União PR/SP e parceiros encerram as ações do Dia C, como é conhecido o Dia do Cooperativismo, que acontece anualmente em julho.

Em meio à pandemia, as iniciativas foram justamente para trazer alento neste período tão difícil. A produção e doação de 20 mil máscaras uniram sete cooperativas: ao lado da Sicredi União, participaram da ação Cocamar, Sicoob, Unimed, Uniodonto, Unicampo e Pluricoop. Um time de costureiras de um programa social da Sicredi União, o Vestindo Minha Família, ficou responsável pelo corte e costura das máscaras. Elas usaram tecidos que seriam empregados na confecção de uniformes dos colaboradores da cooperativa e malha de fios sustentáveis doados pela Cocamar. Depois, as máscaras foram doadas para entidades de Maringá e região.

As costureiras foram remuneradas por unidade produzida, e o dinheiro veio em excelente hora. Alunas do curso de corte e costura da Sicredi em Paranavaí, as irmãs venezuelanas Kristhel Araújo e Lazuly Romero Pérez produziram juntas, e em menos de um mês, 4.228 máscaras, o que gerou uma renda de R$ 4.228. A história delas, inclusive, foi selecionada para participar do Fórum da Central de Desenvolvimento do Cooperativismo e será divulgada na categoria ‘Sicredi Comunidade’.

Alimentos em troca de máscara

As máscaras confeccionadas por essas alunas do programa social e por refugiados que fizeram curso de corte e costura na Unicesumar, todos remunerados pela produção, tiveram outro destino nobre: em troca de alimentos não perecíveis, a população ganhou essas máscaras, numa iniciativa chamada Cuidado para todos. Já foram três dias de troca, em 11 de julho, 1 de agosto e 8 de agosto, em lojas dos Supermercados Cidade Canção, parceiro do projeto.

As doações somaram, até agora, dez toneladas e foram encaminhadas à Secretaria de Assistência Social de Maringá (Sasc) e à Associação de Imigrantes. Nas próximas semanas haverá outras ações de troca por alimentos, já que os imigrantes continuam produzindo máscaras. No total, os costureiros do projeto receberam cerca de R$ 50 mil em remuneração.

A ação contou com a participação de cem voluntários, teve o apoio da Sasc, Unicesumar e Shopping Avenida Center, patrocínio de Supermercados Cidade Canção, Ihara, HelpCar, CooperCard, Ragus e CVL Locadora, além do envolvimento das sete cooperativas.